Consciência menstrual pela Lucy Peach

Descobre a perspectiva da Consciência menstrual pela Lucy Peach.

Lucy Peach é uma autora compositora folk australiana, inspirada por grandes cantores como o Bob Dylan, mas também pelo seu ciclo menstrual.

Grande defensora do ciclo menstrual, ela serve-se do seu próprio ciclo como ferramenta para criar músicas. Uma dessas músicas deu-lhe o WA’s Best Folk Act em 2016. Ela também escreveu e participou numa peça de teatro “ My Greatest Period Ever” que tem por objetivo de educar as mulheres a ver os seus ciclos menstruais, não como uma maldição, mas como uma benesse.

“É aquele velho tipo de paradigma de quando alguém te diz que algo vai ser uma merda, então é. Portanto, as culturas em que celebram a primeira menstruação e permitem descanso durante o período, veem isso de forma muito mais positiva e apresentam menos sintomas também […] Sabes que quando tens um ciclo, não te sentes a mesma todos os dias porque as nossas hormonas são cíclicas e, quando entendes isso, podes organizar e prever isso e usá-lo e canalizá-lo – assim estas a usar o teu ciclo ” Peach

 

Em novembro 2017, no TedxPerth, Lucy Peach participou com o nome seguinte: O Poder do período. A mensagem da sua intervenção é que temos que abraçar o ciclo menstrual e usar o “superpoder” do período.

Consciência menstrual pela Lucy Peach

Gostaríamos de vos propor um trecho pela Lucy Peach, da sua linda intervenção:

” […] Este é um movimento crescente que visa a educar as meninas, mulheres e todos os que menstruam (na verdade, toda a gente), que o ciclo menstrual é mais do que a presença ou não do teu sangue menstrual.

Chamamos ciclo por um motivo. Porque somos dotados, de facto, de 4 fases hormonais únicas e, tal como as estações, elas se sucedem com as suas forças e as suas formas de nos fazer sentir. E uma vez que as conheces, podes usá-las para planificar e talvez até aproveitar de todo o teu mês.

Então, vamos dar uma olhada ao teu ciclo. Não é apenas um gráfico que mostra como as hormonas femininas evoluem ao longo do mês. Basicamente, podes considerar isso como um nível de espírito feminino. E é desta forma que funciona. Então, vou começar com o dia 1 em …

INVERNO, é o primeiro dia em que sangras e dura a cerca de 5 dias. Todos as tuas hormonas terminaram e estás a descontrair, libertando-te para a possibilidade de vida. Portanto, agora é o momento perfeito para descansar, recuperar e alimentar-te para o mês que vem. Se estás com vontade de comer uma pizza e jantar no teu banho … é o momento! E pergunta-te se que gostarias de fazer crescer e dar vida ao próximo … e sente, porque quanto mais te entregas à aquela lentidão e a essa imobilidade que teu corpo anseia, mais energia terás de reserva para o resto do mês … especialmente na próxima fase que é quando realmente precisas …

PRIMAVERA! Começa quando terminas de sangrar, por volta do quinto dia, e é a tua semana de poder. O aumento dos estrogénios e uma injeção de testosterona, fornecem-te o essencial. Tudo está a ir mais rápido para ti agora. Estás prestes a colocar um ovo de ouro, então tens muita coisa para fazer. Acho que me levanto mais cedo, com essa necessidade de me organizar, e quero fazer planos, muesli integrais, listas e fazer escalada e conquistar o mundo. E às vezes, sinto-me um pouco sobrecarregada. Mas não tenhas medo deste poder. Dá um passo de cada vez e usa-o … tens tudo em ti! E depois, uma vez que os teus estrogénios atingem o pico, a ovulação ocorre e começa assim …

O VERÃO, que é por volta do 14º dia e com o aumento da progesterona e uma ajuda de estrogénio, é quando tenho vontade de dizer: Sim! Sim ! Sim a tudo: começar novos projetos musicais, adotar cães de resgate, deixar os apressados passarem à minha frente na estrada. Tenho tanto para dar!

É a razão na qual deves ter cuidado para não revelar tudo porque quando passares à fase seguinte …

OUTONO … vazio … é aqui que podes te sentir um pouco irritável. Neste momento, por volta do dia 21, as tuas hormonas estão em queda livre então que começas a descontrai-te novamente, e de te sentir obrigada de manter a generosidade emocional que tiveste durante o teu verão, não te sentirás sincronizada, mas sobretudo frustrada. Eu sei que tenho menos para dar durante esta fase e que é o momento para escrever músicas e canções e eu garanto-te que te sentirás muito menos irritada se pudesse dar a ti próprio alguma coisa que gostas, alguma coisa que te fará sentir quem tu és.

Parece fácil … não é? Basta estar atenta ao teu corpo e dar-lhe o que ele precisa … mas nem sempre é fácil […] então cuidar de ti dessa forma é, na verdade, um ato radical.

Mas… agora sabes que o ciclo menstrual é composto de 4 fases e todas elas são dignas! Não é necessário viajar com elas com café e paracetamol porque, como as estações, tudo tem a sua hora natural. Então, o que vais fazer com o teu?

Terás a cerca de 500 destes ciclos, então usa-os. Se podemos explorar a energia solar, se podemos explorar a energia eólica, é o tempo de mobilizar a energia menstrual. Está na hora de percebermos que a maior astúcia da vida … é o ciclo menstrual. É esse o poder do século.”

 

Convidamos-te a ver o super show da Lucy Peach, disponível na plataforma TEDxPerth, e so clicares aqui:

Como é a Consciência menstrual pela Lucy Peach?! Lucy Peach é uma autora compositora folk australiana, inspirada por grandes cantores como o Bob Dylan, mas também pelo seu ciclo menstrual

 

Se quiseres mais informações sobre os eventos da Lucy Peach, podes segui-la através do seu FB, clica na foto a baixo:

Como é a Consciência menstrual pela Lucy Peach?! Lucy Peach é uma autora compositora folk australiana, inspirada por grandes cantores como o Bob Dylan, mas também pelo seu ciclo menstrual

 

Espero que gostaste da apresentação da Lucy Peach, artista que adoramos!

 

𝓕𝓲𝓬𝓪 𝓭𝓮𝓼𝓼𝓮 𝓵𝓪𝓭𝓸 🌻
𝓑𝓻𝓲𝓵𝓱𝓪 & 𝓒𝓾𝓲𝓭𝓪 𝓭𝓮 𝓣𝓲,
𝓪𝓼 𝓜𝓪𝓻𝓲𝓽𝓪𝓼🧡