Ecofeminismo ou quando as mulheres lutam pela natureza

Num período onde o clima faz parte de uma das maiores preocupações, o termo ecofeminismo volta a ganhar popularidade em todo mundo. Pouco conhecido em Portugal, esta filosofia, que luta pelos direitos das mulheres, mas também com um sentimento de urgência climática, está a ganhar cada vez mais terreno.

Mas o que é o ecofeminismo? Quando é que ele surgiu? 

 

Ecofeminismo, origem

Ecofeminismo é uma corrente filosófica, ética e política nascida da conjuntura dos pensamentos femininos e ecológicos.

Ecofeminismo, termo resultante da contração das palavras “ecologia” e “feminismo”, foi introduzido por Françoise d’Eaubonne. Para Françoise, o ecofeminismo sustenta que a revolução feminista é necessária para a revolução ecológica, pois é o domínio dos homens sobre as mulheres e a natureza, que cria a crise ambiental que, segundo ela, pode resumir-se em dois flagelos, a sobrepopulação e a agricultura intensiva.

 

Ecofeminismo, o começo

Como vimos acima, a palavra “ecofeminismo” nasceu em França, em 1974, sob a mão da escritora feminista Françoise D’eaubonne, no seu livro “O feminismo ou a morte”. Neste livro, ela desenvolve o conceito “Ecofeminismo” e estabelece uma ligação direita entre exploração do planeta e opressão das mulheres:

“A destruição dos solos e o esgotamento dos recursos, relatados por todos os estudos ambientais correspondem a uma sobre-exploração paralela à sobre-fecundação da espécie humana”

 

Françoise D’eaubonne conseguiu criar uma palavra sobre uma ideia que está germinar em todo o mundo: o Ecofeminismo, ou como existe uma ligação inextricável entre o domínio das mulheres e a exploração da natureza.

Nesta mesma altura, na India, um grupo de mulheres criam o movimento Chipko que prostesta contra a desflorestação. Neste grupo participou a ativista Vandana Shiva , hoje é uma ecofeminista reputada que recebeu o Prémio Nobel Alternativo em 1993.

Mas mesmo se o conceito é francês, o movimento de ecofeminismo nasceu nos Estados-Unidos, finais 70 / início 80. Nesta altura, existia a ameaça de uma guerra nuclear entre a URSS e os USA, mas também era o início de crises ecológicas que incitaram as mulheres do mundo a mobilizar-se. Diferentes grupos de ativistas, pacifistas e antinuclear, juntaram-se e criaram os primeiros grupos feministas.

Juntas, elas reivindicavam não só a igualdade dos direitos, o fim das ações militares do governo, mas também o fim da exploração das pessoas e do ambiente.

Women’s Pentagon Action at the Pentagon Washington D.C.

A primeira ação espetacular que marcou as mentes, mas também que permitiu de fazer conhecer esta corrente é de Women’s Pentagon Actions, onde, em 1980, 2’000 mulheres acorrentem-se nas grades do Pentágono. Algumas estavam mascaradas de bruxas e fingiam lançar feitiços.

Este movimento inscreve-se na luta antinuclear e será o berço do ecofeminismo americano.

Em seguida, muitos outros grupos no mundo vão nascer e militar para uma justiça social e contra as ilegalidades ecológicas, afirmando que a causa da natureza faz parte da causa das mulheres.

 

Ecofeminismo, définição pela Vandana Shiva

Ecofeminismo no século 21

As grandes ecofeministas são principalmente americanas, como a Susan Griffin, Carolyn Merchant e Starhawk. E como vimos acima, a figura internacional, a indiana Vandana Shiva.

O ecofeminismo está cada vez mais presente na sociedade. E mesmo se a Greta Thunberg, não se reivindica ser ecofeminista, ela pode ser considerada como imagem do grupo que inspira a juventude do mundo inteiro.

“o meu planeta, a minha PASSARINHA, salvar as zonas húmidas”

Desde que as marchas pelo o ambiente foram iniciadas pela Greta Thunberg, os cartazes começaram a ganhar toques femininos, como por exemplo “o meu planeta, a minha PASSARINHA, salvar as zonas húmidas”, que evoca os tampões menstruais nocivos para a saúde humana e para o planeta, ou ainda “ Pubis e floresta, paramos de raspar tudo”.

 

Discurso de Greta Thunberg nas Nações Unidas 2019

 

O termo de Ecofeminismo é ainda pouco conhecido em Portugal mas a sua ideologia está democratizar-se. As preocupações das primeiras ecofeministas, estão sempre na atualidade: preservar o planeta e todas as especies, incluído o ser humano.

Segundo a ONU “quando uma catástrofe natural surge numa região, o risco de morte é 14 vezes mais elevado para as mulheres”, além disso elas são muito mais vulneráveis no aquecimento climático.

 

Por esta razão que o ecofeminismo tem um papel essencial na nossa sociedade.

Conhecias o Ecofeminismo?

O que achas deste movimento?

 

𝓕𝓲𝓬𝓪 𝓭𝓮𝓼𝓼𝓮 𝓵𝓪𝓭𝓸 🌻
𝓑𝓻𝓲𝓵𝓱𝓪 & 𝓒𝓾𝓲𝓭𝓪 𝓭𝓮 𝓣𝓲,
𝓪𝓼 𝓜𝓪𝓻𝓲𝓽𝓪𝓼🧡

 

Para completar

Women and life on earth

Ecofeminismo de Maria Mies e Vandana Shiva

Féminisme Sauvage: Novas Catas Portuguesas 1972 e a conceptualização do ecofeminismo 1974  Victor K.Mendes

 

Fontes

Wikipedia

Women and life on earth

Metrotime

HUFFPOST